Primeiros Passos

No primeiro post dessa série fiz uma pequena introdução sobre o que esperar e o que vem a seguir. Acho que agora estamos então preparados para os primeiros passos…

Se você já alguma vez desenvolveu um jogo do início ao fim sabe que os primeiros passos podem ser os mais desafiadores, afinal é muito difícil saber por onde começar, especialmente se você nunca fez isso antes! E se ainda está meio difícil de entender o tamanho do problema, basta tentar imaginar quais são todas as partes que compõem um game. Arte, programação, design, música, narrativa, entre muitas outras áreas!

Celeste

Como decidimos tomar o jogo Celeste como inspiração, para mim, o ponto de início mais claro foi começar pelas mecânicas de movimentação e pulo do personagem. Enquanto isso já tínhamos uma breve ideia de qual seria a estória do jogo, então a nossa querida designer (Debora) começou a trabalhar na narrativa a partir disso. Vou evitar ao máximo dar qualquer spoiler, mas o que posso dizer é o seguinte.

Esse é um jogo sobre a jornada da aceitação e do autoconhecimento. O jogador controla um garoto pré-adolescente que não sabe seu lugar no mundo e acaba se perdendo de casa. Ele acaba encontrando um mundo subterrâneo cheio de perigos e agora tem que encontrar o caminho de volta para casa.

Então como já sabemos que o tipo de jogo queremos fazer e sabemos que vamos começar pela mecânica, tomei a liberdade de criar um tilemap para um ambiente simples, somente para ter um lugar onde o nosso personagem pudesse se movimentar. Se você não sabe o que é um tilemap, é basicamente uma imagem contendo uma série de “peças” de um mapa. Talvez seja mais fácil mostrar do que explicar, então tá aí. 😂

E é claro que não poderia faltar o personagem, então usando o mesmo estilo de arte fiz as animações dele nos estados em que consegui pensar até o momento (parado, andando e pulando).

E com algumas (na verdade várias 😅) linhas de código e algum esforço, alcançamos a primeira versão da mecânica de movimentação!

Ainda há vários detalhes que precisam ser melhorados e alguns bugs que precisam ser corrigidos. Por incrível que pareça, desenvolver a movimentação do personagem pode ser um trabalho bem difícil, mas ao menos já temos algo com o que trabalhar agora. Bom, espero que acompanhar os primeiros passos do jogo tenha sido tão divertido quanto desenvolver. O caminho ainda é longo, mas aos poucos espero ter mais e mais coisas pra trazer aqui e compartilhar! 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *