O Início da Jornada

Olá e seja bem-vindo(a) ao primeiro post dessa série. 🎉🎉🎉

Fiquei pensando por muito tempo qual seria a melhor maneira de começar e acabei me prendendo demais aos detalhes. Por isso resolvi simplificar e, como já ouvi muitas vezes na minha vida, aplicar o “feito é melhor que perfeito”. 🤷‍♂️

Gravity Falls 🙂

Nessa série quero mostrar como é o processo de desenvolvimento de games da perspectiva de um desenvolvedor indie em meio período, quer dizer, mantendo um trabalho em período integral e desenvolvendo no tempo livre. Já trabalhei como bancário, mas hoje, graças às minhas aspirações, a vida me levou a trabalhar como programador em Toronto no Canadá. Muita coisa aconteceu entre o ponto A e o ponto B, mas o importante é que ao longo de toda a jornada sempre me mantive interessado por aprender mais sobre o desenvolvimento de jogos, então estudava e praticava com projetos pequenos sempre que podia.

Aprendi a programar e a me virar na parte artística, mesmo que arte não fosse o meu forte, então aliando isso ao poder dos milhões de tutoriais na internet tive base suficiente para desenvolver alguns projetos e começar de vez.

Um dos games que fiz durante um dos cursos em que participei. Caso tenham interesse posso fazer uma lista dos cursos que fiz.

Voltando pro presente, acabei de finalizar meu Trabalho de Conclusão de Curso (famigerado TCC) em Sistemas de Informação e nele fiz um jogo mobile simples onde o jogador controla um carro com um canhão em cima e tem que jogar bombas em obstáculos para continuar avançando.

Por um lado a experiência foi bem gratificante e pude aprender muito sobre todas as etapas do lançamento de um jogo completo desde a concepção da idéia até o lançamento e manutenção na Play Store. Por outro lado também percebi que o próximo jogo que quero fazer não vai ser um jogo mobile e é aí que eu queria chegar. 🥁🥁🥁

Celeste!! 🍓

Celeste é um jogo incrível e se você ainda não jogou, provavelmente deveria. É com certeza um dos games que mais me inspiraram a continuar fazendo jogos e, dessa vez, quero usá-lo como inspiração para o próximo jogo. Em Celeste cada cenário conta uma estória diferente, os personagens são carismáticos e a jogabilidade, apesar de desafiadora, é amigável e flui muito bem! Com certeza ele foi desenvolvido por uma equipe muito maior, mas é perfeito para usar como referência. Eu e a Debora (nossa excepcional game designer 🤩) vamos trabalhar nesse projeto juntos e já temos algumas ideias para esse novo projeto e gostaria de explorar elas durante os próximos capítulos. Vamos ir mostrando o desenvolvendo na medida em que for possível. Obrigado por ler até aqui e espero que tenha ficado empolgado(a) como eu para ver o que vem a seguir. 🤗

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *